alopecia_areata

A alopecia areata (ou pelada) caracteriza-se pelo aparecimento, no couro cabeludo, de uma ou mais áreas totalmente desprovidas de cabelos, as quais contrastam com a cabeleira normal circundante. Ocorre igualmente nos dois sexos, sendo rara antes dos 4 anos e mais frequente entre os 20 e os 40 anos. A evolução é imprevisível e, em função desta, descrevem-se vários tipos clínicos: pelada vulgar, localizada, de evolução benigna, em que após uma fase evolutiva surge uma fase de estabilidade na sequência da qual os cabelos crescem com ou sem tratamento; peladas múltiplas e extensivas, em número e disposição variáveis, com evolução, quer para um recrescimento lento dos cabelos, quer
para agravamento progressivo que pode conduzir a alopecia total (queda de todos os cabelos) ou universal (queda de todos os pêlos do corpo); pelada ofiásica, com áreas de alopecia na nuca, confluindo em banda até às regiões supra e retro-auriculares e acompanhando-se de outras áreas calvas disseminadas pelo couro cabeludo, de evolução lenta e prognóstico desfavorável, particularmente no adulto.
A queda dos cabelos está relacionada com o bloqueio transitório e potencialmente reversível do ciclo pilar na fase anagénica (de crescimento), com a maioria dos folículos pilosos a passar para a fase catagénica tardia ou telogénica. A etiologia actualmente mais aceite é a auto-imune, embora os doentes, com frequência, relacionem a queda de cabelo com períodos de stress e com a ansiedade.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -