medicamentos (4)

—> Carbapenemes – são antibióticos de espectro amplo, com actividade contra a maioria das bactérias relevantes em infecções tratadas no hospital, sobretudo em infecções graves causadas por pneumococos, estafilococos (excepto SARM), enterococos (excepto ertapeneme), enterobacteriáceas produtoras ou não de BLEA, incluindo Serratia e Enterobacter spp., P. aeruginosa (excepto o ertapeneme), Acinetobacter spp., Citrobacter spp., Proteus spp. (inc. indol+), N. mentrtgitidis e N. gonorrhoeae e anaeróbios, incluindo B. fragilis (mas não o C. difflcile). Estão disponíveis o imipeneme, o meropeneme e o ertapeneme, este último com escassa actividade contra P. aeruginosa e enterococos, útil no tratamento da infecção no pé diabético e de infecções intra-abdominais e ginecológicas. Estão descritas, entre outras, resistências por acção de metalo-(3-lactamases (classe B de Amber), diminuindo a actividade destes compostos contra S. maltophyla e A. Iixdrophila, e de classe A, que reduzem a actividade contra Klebsiella spp. A resistência de P aeruginosa é, na prática, simultânea para meropeneme e imipeneme. O doripeneme foi recentemente aprovado para comercialização, apresentando um espectro de actividade, no essencial, semelhante ao do meropeneme.
• Farmacologia – não são absorvidos por via oral. O imipeneme é muito degradado pela DHp-1 renal, efeito que é reduzido pela administração em combinação fixa com cilastatina. Tem t1/2 de 1 hora. O meropeneme têm boa penetração no SNC, sendo útil para o tratamento alternativo de meningite bacteriana. Tem escassa ligação às proteínas plasmáticas (2%) e boa distribuição tecidular, com t1/2 de 1 hora. O ertapeneme tem ligação às proteínas de 90%, escasso metabolismo hepático e t1/2 de 4 horas, o que justificou o seu desenvolvimento numa toma única diária.
• Interacções – sinergismo com amicacina contra P aeruginosa. Ganciclovir.
• Segurança – convulsões, mais em doentes com antecedentes de epilepsia, descritas para todos mas sobretudo imipeneme. Náuseas, se a perfusão for rápida. Diarreia, febre, insuficiência renal quando em doses elevadas. Reacções alérgicas, sobretudo em doentes com história de alergia à penicilina.
• Gravidez – classe C.
• Posologia e administração – 500 mg de 6/6 horas a 1 g de 8/8 horas para o imipeneme; 1 g de 8/8 horas para o meropeneme (2 g de 8/8 horas para infecções do SNC); 1 g/dia, e.v. ou i.m., para o ertapeneme. Em alternativa, o imipeneme e meropeneme podem ser administrados em perfusão contínua, sendo desejável obter concentrações estáveis acima de 2 mg/L.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -