Oral_cancer_(1)_squamous_cell_carcinoma_histopathology
Carcinoma da SR

Normalmente apresentam-se sob a forma de massas volumosas, acima de 100 g, podendo atingir vários quilogramas, muitas vezes palpáveis. Histologicamente são tumores capsulados, apresentam áreas de necrose, hemorragia, quísticas e de calcificação, e as células podem apresentar-se com características benignas ou com elevado pleomorfismo.
Há a tendência para a invasão das estruturas adjacentes como rins, fígado e espaço retroperitoneal e as metástases a distância para o pulmão e fígado são igualmente comuns.
A invasão da cápsula ou vascular é preditiva de malignidade.
Clinicamente estes tumores secretam tanto glicocorticóides como androgénios, bem como os seus percursores como o cortisol (os níveis de cortisol sérico e urinário estão normalmente muito elevados) e androgénios (DHEA, DHEAS e testosterona), estrogénios e aldosterona.
Apresenta-se com um início abrupto e evolução rápida com sinais e sintomas de hiper-cortisolismo e hiperandrogenismo e no sexo feminino pode haver clínica de virilização, bem como HTA e hipocaliemia que resultam da acção mineralocorticóide do cortisol ou mais raramente da aldosterona.
A persistência de doença frequentemente ocorre, mesmo com o tratamento cirúrgico, podendo haver redução dos sinais e sintomas e da massa tumoral.
O mitotano (6 a 12 g/3-4xdia) pode ser a opção para o controlo do hipercortisolismo nos 75% dos casos que respondem ao tratamento. Cerca de 35% dos doentes apresentam redução da massa tumoral com esta terapêutica.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -