Antibiotics-injection241

—> Cefalosporinas – constituem um grupo de fármacos caracterizado pela proliferação de representantes aprovados para utilização comercial, muitos deles não apresentando qualquer vantagem tangível. A evolução da investigação levou à necessidade de uma classificação, algo arbitrária, em diferentes “gerações” de cefalosporinas. A boa tolerância das cefalosporinas e a boa biodisponibilidade oral de muitos destes compostos relaciona-se com níveis elevados de prescrição na comunidade, particularmente em Portugal Podem ter utilidade como alternativa às penicilinas no tratamento de infecções respiratórias e urinárias, mas o seu custo tende a ser mais elevado. A ceftriaxona é um fármaco com grande utilidade actual no tratamento da meningite aguda bacteriana e da PAC tratada no hospital, pela sua boa actividade contra pneumococos resistentes à penicilina. No entanto, o seu potencial para indução de P-lactamases é elevado e a sua utilização foi relacionada com a emergência de SARM e, indirectamente, de enterococos resistentes impondo medidas restritivas da sua utlização. De modo geral, as cefalosporinas não são activas contra enterococos, listeria e SARM.
• Segurança – as cefalosporinas são, geralmente, bem toleradas. Podem ocorrer náuseas, vómitos, diarreia, depressão medular, eosinofilia, alergias cutâneas (mais frequentes em doentes com história de alergia a penicilina), depressão medular (leucopenia, trombocitopenia), teste de Coombs positivo, diarreia e elevação das transaminases, reacções no local da administração e.v. e doença intestinal por Clostridiitih difficile.
– Interacções – potenciam a nefrotoxicidade de aminoglicósidos e vancomicina, diuréticos de ansa.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -