153

A cardiomiopatia é a complicação mais frequente, classicamente relacionada com as antraciclinas (principalmente doxorubicina e epirubicina), dependendo da dose; também o trastuzumab, anticorpo monoclonal usado no tratamento do carcinoma da mama, se relaciona com esta complicação. E de referir que a cardiotoxicidade é cumulativa entre fármacos (por exemplo, antraciclinas e trastuzumab) e também de quimioterapia com RT. A prevenção é a única forma de a evitar: avaliação cardiológica com cálculo da fracção de ejecção do ventrículo esquerdo avaliada por angiografia de radionuclídeos ou por ecocardiografia, que deve ser feita antes de se iniciar algum dos fármacos referidos (se a fracção de ejecção for adequada) e depois regularmente; para as antraciclinas não se deverá ultrapassar uma determinada dose cumulativa. No caso de se verificar o quadro de insuficiência cardíaca, esta deverá ser tratada independentemente da etiologia.
As arritmias estão também descritas, ainda que com menos frequência; têm sido descritas com o uso de paclitaxel, interleucina 2 e amsacrina.
A isquemia miocárdica tem sido relacionada com o 5-FU, especialmente com infusões contínuas.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -