Antibabypille
Contracepção Hormonal

O controlo voluntário da fertilidade assume contornos de maior importância na nossa sociedade, em que a expectativa dos casais passa em muitos casos por ter apenas um ou dois filhos. Assim sendo, a contracepção ocupa uma parte substancial da vida reprodutiva da mulher. O conceito de saúde reprodutiva implica que as pessoas possam ter uma vida sexual satisfatória e segura e que tenham a capacidade de se reproduzir e decidir se, quando e com que frequência o fazem. Esta última condição pressupõe o direito de homens e mulheres a serem informados e terem acesso a métodos de planeamento familiar da sua escolha, que sejam seguros e eficazes. As actividades de planeamento familiar constituem uma componente fundamental da prestação de cuidados em saúde reprodutiva. Os métodos de contracepção utilizados dependem de múltiplos factores, como a idade, existência de doenças crónicas, condições socioeconómicas ou inclusive características culturais do meio em que o casal se insere.
O uso de contracepção hormonal faz parte da prática clínica e dos programas de planeamento familiar há mais de 40 anos e foi uma das intervenções de saúde pública com mais sucesso no século XX. Actualmente são numerosas as opções de contracepção hormonal, sendo igualmente múltiplas as vias de administração. Os modernos contraceptivos hormonais têm menores riscos, mesmo em mulheres com patologia, e apresentam mesmo consideráveis benefícios não contraceptivos. Para evitar os riscos e obter esses benefícios, o clínico deverá sempre ter em conta, quando prescreve um contraceptivo hormonal, a medicina baseada na evidência, especialmente em mulheres com determinados factores de risco ou patologias (idade superior a 35 anos, hábitos tabágicos, hipertensão, dislipidemias, diabetes, enxaquecas, doença fibroquística da mama, fibroadenoma ou história familiar de cancro da mama, leiomiomas uterinos, amamentação, medicação concomitante, período pré-operatório, antecedentes de tromboembolismo venoso, estados de hipercoagulabilidade, terapêutica anticoagulante, obesidade, lúpus eritematoso sistémico, anemia falciforme, depressão e infecção por VIH).

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -