medicacao para a diabetes tipo 2 2014 02 28 15 59 25 180x180 - Glitazonas

Glitazonas

Rosiglitazona (Avandia 4 e 8 mg) e pioglitazona (Actos 15,30 mg).
Provoca um aumento da sensibilidade a insulina no músculo, tecido adiposo e fígado com uma redução da HbA1c entre 0,5 e 1,4%. Além disso, reduz a tensão arterial, a hiperplasia da íntima das coronárias e a microalbuminúria.
Os efeitos secundários mais frequentes são o aumento ponderal semelhante às sulfonilureias, edema e retenção hídrica (em doente com ICC grau III/IV) e possivelmente aumento do risco de fracturas.
Podem ser utilizadas em associação com as sulfonilureias e metformina.

diagnóstico hipotiroidismo cuidatutiroides 180x180 - Clínica (Hipotiroidismo)

Clínica (Hipotiroidismo)

— Pele:
• Edema (mixedema) nos olhos, dorso das mãos, dorso dos pés e fossa supraclavicular.
• Pele pálida, fina, fria (vasoconstrição) e seca (diminuição da sudorese).
• Equimoses fáceis (fragilidade vascular).
• Cabelos frágeis e secos e unhas quebradiças.
— Metabolismo:
• Diminuição do metabolismo e da produção de calor com diminuição do apetite e sensação de frio.
• Diminuição da síntese e degradação de proteínas.
• A síntese e a degradação de lípidos é mais lenta com o aumento de LDL e triglicéridos.
– Aparelho cardiovascular:
• Diminuição da frequência cardíaca e do débito cardíaco, eventualmente com bradicardia sinusal e intervalo pressão de pulso prolongado.
• Diminuição da amplitude da pressão de pulso.
• HTA (10-20% dos doentes).
— Aparelho respiratório:
• Diminuição da força dos músculos respiratórios com diminuição de ventilação alveolar.
• Hipercapnia em casos graves que pode contribuir para o coma nos casos de mixedema.
• Diminuição da capacidade de difusão de O2.
• Derrame pleural.
— Aparelho gastrintestinal:
•Anorexia.
• Diminuição do trânsito intestinal com obstipação, megacólon ou raramente íleus paralítico.
– Rim:
• Retenção hídrica que se deve a redução da taxa de filtração glomerular e a secreção inapropriada de hormona antidiurética (HAD).
— Sangue:
• Anemia normocítica/normocrómica devido à diminuição das necessidades de O2 e consequente redução da eritropoietina.
– Sistema reprodutor:
• Nos adultos pode ocorrer diminuição da libido, impotência e oligospermia.
• Em mulheres em idade fértil, oligomenorreia, infertilidade e aborto espontâneo.
– SNC:
• Défice do processo cognitivo e dificuldade de articulação das palavras.
• Prostração, letargia e sonolência.
• Depressão, psicose.
• Atraso dos reflexos tendinosos.
Raramente ocorre coma.


Warning: DOMDocument::loadHTML(): htmlParseStartTag: invalid element name in Entity, line: 4 in /home/medicina/public_html/wp-content/plugins/wpex-auto-link-titles-master/wpex-auto-link-titles.php on line 30
Feocromocitoma 180x180 - Diagnóstico (Feocromocitoma)

Diagnóstico (Feocromocitoma)

Doseamento sérico das catecolaminas e urinário do ácido vanilmandélico, metanefrinas e ácido homovanílico.
Pode haver indicação para despiste de feocromocitoma nos casos de crianças e adultos jovens com HTA, doentes com clínica sugestiva, HTA que não responde ao tratamento convencional, HTA lábil com hipotensão ortostática, história familiar de MEN2 e nos casos de adenoma da SR e HTA.
O feocromocitoma pode ocorrer em qualquer local que haja células cromoafins como gânglios simpáticos e plexos nervosos, no entanto, 95% dos feocromocitomas encontram-se no abdómen e, destes, 85% na SR.
Pode ser multicêntrico em 10% dos casos e normalmente pequeno (<100 g), hipervascularizado com áreas quísticas e de hemorragia. A RM é superior à TC na localização destes tumores, já que o feocromocitoma apresenta uma imagem hiperintensa em T2 em contraste com a maioria dos outros tumores da SR. O MIBG é um exame bastante específico para a detecção de massas que produzem catecolaminas, como o feocromocitoma e neuroblastomas. Mostra-se particularmente útil na identificação de tumores extra-abdominais e metástases. O tratamento médico prévio a cirurgia permite o controlo dos sintomas e da HTA, bem como a normalização do volume plasmático, o que permite um melhor equilíbrio tensional na altura da cirurgia. Utiliza-se antagonistas alfa-adrenérgicos como a fenoxibenzamina (20 a 40 mg com aumento progressivo até controlo clínico), fentolamina e nitroprussato de sódio durante o acto operatório. Os bloqueantes como o propanolol para o controlo da taquiacardia ou arritmias só devem ser utilizados após o bloqueio alfa-adrenérgico. Imediatamente após o tratamento cirúrgico observa-se uma queda acentuada da tensão arterial, que deve ter tratamento com expansores do plasma, sendo que a não ocorrência desta queda da tensão arterial pode significar uma persistência do tumor.

101101210 180x180 - Clínica Relacionada Com o Défice Hormonal

Clínica Relacionada Com o Défice Hormonal

– Atraso da puberdade nos adolescentes.
– Oligomenorreia, amenorreia, infertilidade.
– Diminuição da libido.
– Atrofia da mama (não ocorre com hiperprolactinemia).
– Diminuição do volume testicular.
– Espermatogénese normal com diminuição do volume ejaculado.
– Diminuição do pêlo corporal e da força muscular.
– Estradiol em níveis de fase folicular.

diabetes 1 180x180 - Diabetes mellitus

Diabetes mellitus

A diabetes mellitus (DM) define-se como síndrome metabólica que cursa com hiperglicemia e défice relativo ou absoluto de insulina, ou grupo de doenças metabólicas caracterizadas por hiperglicemia e que resulta do défice de secreção, actuação ou ambas.

20100523232031 180x180 - Radiologia (Insuficiência Secundária da SR)

Radiologia (Insuficiência Secundária da SR)

O raio X do abdómen ou TC podem sugerir a causa da insuficiência da SR.
Nos doentes com insuficiência da SR devido a tuberculose, pode observar-se calcificações em 50% dos casos.
Uma SR pequena sugere uma doença poliglandular auto-imune, e uma SR grande bilateralmente aponta para hemorragia, tumores, doenças infecciosas ou infiltrativas.

Como aliviar a dor de cabeça com exercícios 180x180 - Clínica (Feocromocitoma)

Clínica (Feocromocitoma)

A maior parte dos doentes manifesta sinais e sintomas todo o tempo, mas que variam de intensidade e caracterizam-se por crises paroxísticas de palpitações, sensação de opressão torácica, tremor, hipersudorese e cefaleias.
A frequência destas crises paroxísticas é muito variável, podendo ocorrer poucas vezes por semana ou dezenas de vezes por dia com uma duração de poucos minutos a horas; podem ser desencadeadas por mobilização, ingestão de comida, palpação abdominal ou stress.
O feocromocitoma pode complicar-se com retinopatia e nefropatia hipertensiva, cardiomiopatia, cardiopatia isquémica, arritmias, dissecação da aorta e AVC.

imagem da doenca de addison 180x180 - Insuficiência da SR

Insuficiência da SR

Pode-se dividir a insuficiência da SR em insuficiência primária ou doença de Addison, insuficiência secundária que resulta do défice de ACTH (hipopituitarismo) e insuficiência terciária devido a défice de CRH (administração de glicocorticóides).


Warning: DOMDocument::loadHTML(): htmlParseStartTag: invalid element name in Entity, line: 1 in /home/medicina/public_html/wp-content/plugins/wpex-auto-link-titles-master/wpex-auto-link-titles.php on line 30
Diabetes 4 180x180 - Tolerância diminuída a glicose (TDG)

Tolerância diminuída a glicose (TDG)

O valor da glicemia durante uma prova de PTGO é superior ao normal, mas fica abaixo do valor necessário para o diagnóstico de DM. Às 2 horas: glicemia >140 mg/dl e <200 mg/dl.

raloxifeno-oral

Tratamento (Tiroidite de Hashimoto)

– Tratamento médico com levotiroxina:
Há autores que defendem o tratamento com doses baixas de levotiroxina em bócios recentes, pouco volumosos e sintomáticos.
– Tiroidectomia:
Eficaz, com taxas de lesão das cordas vocais e hipoparatiroidismo de cerca de 2% dependendo das séries. Pode ocorrer recidiva em 10-20% dos doentes em 10 anos.