680-03180857
Farmacologia (Imunoalergologia)

A adrenalina estimula os receptores alfa e adrenérgicos, sendo o seu efeito mais importante, no contexto de anafilaxia, a actuação que se verifica em segundos ao nível do aparelho cardiovascular (aumento da pressão arterial pela acção inotrópica e cronotrópica no miocárdio e pelo efeito de vasoconstrição no leito vascular, particularmente nos vasos de resistência pré-capilar) e no músculo liso (relaxamento). Com a via de administração i.m., conseguem-se os maiores picos de absorção e eficácia (quando comparado com a via subcutânea), com maior segurança (quando comparado com a via e.v.), sendo então a via i.m. a 1.ª escolha para a aplicação do fármaco.
Situação complicada pode constituir a resistência ao tratamento relacionado com o uso concomitante de fármacos bloqueantes. No entanto, o uso concomitante de um fármaco adrenérgico não selectivo (por exemplo, propranolol), pode inclusive aumentar o efeito da adrenalina, pela potenciação do efeito vasoconstritor. Como fármacos que podem aumentar o efeito da adrenalina, citam-se os agentes tricíclicos (por exemplo, amitriptilina) e os inibidores da monoaminoxidade.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -