En-que-consiste-la-manipulacion-genetica-3

Mais recentemente, o aprofundamento do conhecimento da biologia da célula tumoral tem permitido identificar a presença de oncogenes, genes supressores de tumor, regula dores da apoptose (morte celular programada) e múltiplas moléculas responsáveis pelo microambiente celular como, por exemplo, proteases e factores angiogénicos. A presença ou ausência destes elementos caracterizadores da neoplasia tem permitido um melhor conhecimento da neoplasia, implicando muitas vezes uma melhor definição prognóstica e, em alguns casos, a escolha de fármacos com actividade específica para essas moléculas ou receptores. Nas neoplasias hematológicas, a citogenética continua a ser decisiva nalgumas doenças (por exemplo, leucemia aguda) e a biologia molecular permitiu encontrar “marcadores” que, além de diagnósticos e prognósticos, permitem monitorizar a evolução da doença ou a recaída após remissão (por exemplo, na leucemia mielóide crónica e monitorização do gene de fusão bcr-abl).

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -