noticiafoto-0c18fd8e822c3cd870ba7a37bde4212a

As vacinas constituem o instrumento essencial da imunização activa. Actuam através da administração de um antigénio ou mistura de antigénios em suspensão a um receptor não imune, com o intuito de serem captados pelas células de vigilância imunitária (macrófagos) que promovem o seu reconhecimento pelos linfócitos T (Th2). Este reconhecimento desencadeia a activação da cascata de citocinas, que, entre outros efeitos, designadamente associados à resposta inflamatória, promovem a proliferação de linfócitos B clonais (que, para certos antigénios, pode ocorrer independentemente da acção dos linfócitos T) e a consequente produção de anticorpos. Em resultado deste processo, haverá sensibilização de clones de linfócitos T (Thl) capazes de reactivar uma resposta imunitária específica eficiente em situações de exposição futura aos agentes infecciosos.
As partículas virais, na sua fase de circulação sanguínea/linfática, proporcionam alvos particularmente adequados para os anticorpos circulantes e para as células efectoras da memória imunitária. A reacção necroinflamatória intensa relacionada com as infecções bacterianas, por seu lado, dificulta a acção dos elementos associados a imunidade específica.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -