10149-DSC01499
Larva Migrante Cutânea

A larva migrante cutânea é uma lesão cutânea produzida pela penetração percutânea e migração de larvas de vários parasitas nematelmintas ou insectos dípteros, que pode ser subdividida em três subgrupos, o mais importante dos quais inclui a larva migrante. Entre os agentes causadores de larva migrante cutânea incluem-se: Ancilostoma brasiliensis, A. caninum, A. ceylonicum, Uncinaria stenocephala e Bunostomun phlebotomum.
Os ovos dos vermes adultos, que parasitam o intestino de vários animais (cão, gato e gado), são depositados no solo, em zonas quentes e sombrias, dando origem a larvas que penetram na pele humana. São frequentemente atingidas crianças, banhistas, jardineiros, trabalhadores rurais que contactam com areias e solos infestados por estas larvas. Não existem habitualmente, em Portugal, mas dada a frequência de férias em países tropicais (Africa ou Brasil), estes casos observam-se, esporadicamente, no nosso país.
No local de penetração da larva surge, pápula ou pápulo-vesícula dando origem a trajecto linear ou serpiginoso, de cor rosa pálida ou da cor da pele, extremamente pruriginosas, que se vai deslocando diariamente. Estas lesões localizam-se preferencialmente nos pés, parte inferior das pernas, regiões glúteas e mãos.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -