Artigos

medicina fetal do hc realiza tratamento inedito no sul do brasil 6 180x180 - Tratamento (Esclerose Lateral Amiotrófica)

Tratamento (Esclerose Lateral Amiotrófica)

Gastrostomia percutânea endoscópica – deve ser sugerida, precocemente, em doentes com dificuldades da deglutição.
—> Ventilação não invasiva – o suporte ventilatório com Bipap deve ser discutido com todos os doentes com evidência clínica ou laboratorial de insuficiência respiratória.
Está comprovado que o uso aumenta a sobrevida e a qualidade de vida destes doentes, de forma muito substancial.
—> Riluzol – na dose de 50 mg de 12/12 horas (p.o.) aumenta a sobrevida, embora de forma modesta. Requer controlo analítico da função hepática e da medula óssea.
—> Medicação sintomática – o uso de outras medicações para melhorar alguns sintomas é quase sempre necessária, nomeadamente anticolinérgicos para o excesso de salivação, antiespásticos e antidepressivos. A injeção da toxina botulínica B nas glândulas salivares melhora o grau de sialorreia e a qualidade de vida destes doentes.

1372684313 180x180 - Esclerose Lateral Amiotrófica

Esclerose Lateral Amiotrófica

Clínica – doença degenerativa do sistema nervoso, afetando sobretudo pessoas entre os 55-70 anos, caracterizada por lesão dos neurónios motores da medula espinhal, do tronco cerebral e do córtex motor, o que origina sinais clínicos de diminuição da força muscular, com atrofias e fasciculações, disartria, disfagia e sinais piramidais, em combinação variável. A morte sucede, geralmente, após uma evolução de 3-5 anos, por falência respiratória.
Exames complementares – o electromiograma é o único exame que pode confirmar o diagnóstico, embora outros possam ser úteis para a exclusão de outras entidades clínicas.