Artigos

DrugItem 10804 180x180 - Topamax e genérico

Topamax e genérico

-» TPM – topamax e genérico – cápsulas de 15, 25 e 50 mg; comprimidos de 25, 50, 100 e 200 mg.
• Indicação – é um AE de largo espectro, indicado no adulto para o tratamento da epilepsia generalizada e parcial, com ou sem generalização secundária, em mono ou politerapia.
• Mecanismo de ação – possui múltiplos mecanismos de ação, nomeadamente bloqueio dos canais de sódio dependentes da voltagem, inibição dos recetores kainato do glutamato, inibição da anidrase carbónica eritrocitária, sendo ainda gabaérgico.
• Metabolismo e excreção – é metabolizado no fígado pelo sistema do citocromo P450, mas é sobretudo excretado pelo rim.
• Administração – a semi-vida longa (18-24 horas) permite a administração em 2 tomas diárias. O início da terapêutica deve ser feito com a menor dose possível para não precipitar efeitos secundários. Nos adultos inicia-se o tratamento com 25 mg, aumentando semanalmente 25 mg. A dose de controlo é habitualmente 200-400 mg. Em associação, as doses ideais são menores.
• Efeitos adversos e interações – as ações indesejáveis mais comuns são sonolência, irritabilidade, fadiga, emagrecimento, diminuição da atenção e confusão, psicose, parestesias, nefrolitíase (cálculos de fosfato de cálcio), glaucoma de ângulo aberto, hipo-hidrose e muito raramente acidose metabólica. Quando surgem efeitos acessórios, o incremento deve ser protelado ou a dose ligeiramente diminuída. Em doses iguais ou superiores a 200 mg diminui os níveis dos CO. Aumenta os níveis de PHT provavelmente por inibição da CYP2C19. Os ISE induzem a metabolização de TPM.