Artigos

20090523203205 180x180 - Diagnóstico Diferencial - Doença de Graves

Diagnóstico Diferencial – Doença de Graves

Se a doença de Graves não estiver numa fase tirotóxica e não houver exoftalmia, o bócio difuso da doença de Graves só pode ser diferenciado do bócio difuso simples pela presença de TRAb.

sino 1 180x180 - Laboratório (Bócio Simples)

Laboratório (Bócio Simples)

De acordo com a definição, os valores de T3, T4 e TSH são normais.

imagen 11 180x180 - Clínica (Bócio Simples)

Clínica (Bócio Simples)

O doente pode referir sintomas de compressão cervical em até 70% dos casos ou ser completamente assintomático. A palpação detecta-se uma tiroideia aumentada de tamanho, de forma difusa ou multinodular.

20090523203205 180x180 - Bócio Simples ou Não Tóxico (Difuso ou Multinodular)

Bócio Simples ou Não Tóxico (Difuso ou Multinodular)

Define-se o bócio simples como o aumento da glândula tiroideia não relacionado com disfunção tiroideia e que não resulta de processo inflamatório ou neoplasia. Este termo refere-se a uma forma esporádica, isto é, fora das regiões com défice de iodo e é mais frequente no sexo feminino, numa proporção de 7:1.
O bócio simples pode ser difuso ou multinodular, este último é estrutural e funcionalmente heterogéneo e tende a desenvolver áreas de autonomia funcional.
Segundo uma das teorias, a TSH actuaria de forma contínua ou através de ciclos de estimulação e involução em áreas de tiroideia que originalmente teriam alguma autonomia funcional (áreas policlonais), levando ao desenvolvimento de nódulos tiroideus e áreas heterogéneas do ponto de vista funcional e estrutural.
Estas áreas de autonomia funcional poderiam eventualmente evoluir para um quadro de hipertiroidismo.
Numa tiroideia aumentada de tamanho devido a um bócio simples, tipicamente encontram-se áreas de fibrose, hemorragia e nódulos com aspecto variável (quísticos ou sólidos), bem como áreas de calcificação. Ao microscópio identificam-se folículos aumentados de tamanho e irregulares e folículos pequenos com pequena quantidade de colóide, podem estar rodeados por tecido fibroso.

bocio 180x180 - Défice de Iodo Endémico com Bócio

Défice de Iodo Endémico com Bócio

A deficiência marginal de iodo (50-100 mg/dia), como acontece na Europa, é normalmente bem tolerada a não ser nos casos de gravidez e sobrecarga súbita de iodo que podem levar a hipertiroidismo em doentes com doença de Graves ou BMN.
A absorção inadequada de iodo pela tiroideia, tanto através de inibidores (por exemplo, tecnécio, perclorato) como devido a doença congénita, leva a hipotiroidismo e bócio.
O bócio com hipotiroidismo pode ainda resultar de defeitos na organificação, como défice da enzima peroxidase, defeitos na produção de peróxido de hidrogénio ou defeitos na molécula de tireoglobulina.

diagnóstico hipotiroidismo cuidatutiroides 180x180 - Apresentação Clínica da Tiroidite Auto-imune

Apresentação Clínica da Tiroidite Auto-imune

Os doentes com tiroidite auto-imune podem apresentar-se com hipotiroidismo, bócio ou ambos.

Fotolia 35210388 hipertiroidismo 180x180 - Hipertiroidismo

Hipertiroidismo

Podemos dividir as causas de hipertiroidismo de acordo com as características de captação da gamagrafia da tiroideia (GGT):
– Com GGT positiva:
• Doença de Graves.
• Bócio multinodular (BMN) tóxico.
• Adenoma tóxico.
• Adenoma produto de TSH.
• Induzido por iodo (jodbasedaw).
– Com GGT negativa:
• Tiroidite factícia.
• Tiroidite subaguda.
• Tiroidite crónica (fase tireotóxica) e tiroidite pós-parto.
• Tecido tiroideu ectópico (tumores tiroideus metastáticos, struma ovarii).
• Tumor trofoblástico.