Artigos

ectima 180x180 - Ectima

Ectima

O agente causal é o Streptococcus, mais raramente o Staphylococcus, podendo, no entanto, ambos estar incriminados.
Clinicamente, surge uma vesícula ou vesico-pústula, que rapidamente ulcera, ficando coberta por crosta aderente acastanhada, que ao curar deixa cicatriz atrófica. Surge mais frequentemente nas situações de má-nutrição ou associado a condições de má higiene e localiza-se, preferencialmente, nos membros inferiores.

DS1 180x180 - Dermite Seborreica

Dermite Seborreica

A DS (dermite sebosorreica) é uma dermatose inflamatória, eritematosa e descamativa, eczematiforme, que se desenvolve nas áreas ditas seborreicas, ou seja, naquelas onde existe uma maior quantidade e actividade das glândulas sebáceas, como seja o couro cabeludo, face, tronco superior, mais raramente nas axilas, virilhas e genitais.
Os fungos leveduriformes do género Malassezia (M. globosa e restricta) parece desempenharem um papel importante na patogénese da afecção. Não só produzem lípases que desdobram os triglicéridos do sebo em ácidos gordos livres, que são irritantes, como parece desencadearem uma resposta imunológica anormal, com libertação de citocinas responsáveis pela inflamação.
Pode surgir no período neonatal ou a partir da adolescência, sendo mais frequente a partir dos 40 anos. Nas crianças, manifesta-se sob a forma de crosta láctea, ou por dermatite eritemato-descamativa nas pregas ou disseminada. Inicia-se precocemente (primeiras semanas de vida) e tem tendência a melhoria e desaparecimento espontâneo ao fim de alguns meses. Nos adultos, as lesões atingem: couro cabeludo, desde a vulgar “caspa” (pitiríase capitis), forma minor e não inflamatória, até à DS (dermite seborreica) eritemato-descamativa, inflamatória e pruriginosa; face, em especial supracílios, região intersupraciliar, pregas nasogenianas, por vezes mento – manchas eritematosas, cobertas de escamocrostas mais ou menos espessas, oleosas, com prurido variável; região pré-esternal e interescapular, com aspecto semelhante ao descrito para a face; pregas axilares e inguinais – manchas eritematosas, pouco descamativas e pruriginosas.
A evolução da DS é crónico-recidivante – melhora no Verão, agrava-se com o stress psíquico e com ambientes quentes e secos. Algumas doenças neurológicas e imunossupressão podem agravar e ocasionar quadros de DS particularmente exuberantes e resistentes à terapêutica.