Artigos

pancreatite cronica 2 180x180 - Teste de Diagnóstico da Função Exócrina do Pâncreas

Teste de Diagnóstico da Função Exócrina do Pâncreas

—> Directos:
• Secretina – colecistoquinina (CCK): é o gold standard da função pancreática com sensibilidade de 90%. E um teste caro e de difícil aplicação prática.
• O teste de Lundh – é uma refeição standard mais fisiológica, de menor custo mas menos sensível e não mede os bicarbonatos.
• Teste endoscópico da secretina.
• Secretina – CPRM (colangiopancreatografia por ressonância magnética): sensibilidade de 69% e especificidade de 90%.
—> Indirectos:
• Pancreolauryl test – sensibilidade 51% na insuficiência ligeira: sensibilidade 82% na insuficiência moderada; sensibilidade 91% na insuficiência grave.
• Testes fecais – elastase; quimiotripsina; doseamento das gorduras fecais.
• Testes respiratórios – dióxido de carbono exalado; sensibilidade 46% na insuficiência ligeira; sensibilidade 92-100% na insuficiência grave.

pancreatite cronica 2 180x180 - Clínica (Pancreatite Crónica)

Clínica (Pancreatite Crónica)

—> Dor – localizada na região epigástrica que frequentemente irradia para o dorso, é o sintoma dominante na PC (80-95%), principalmente nas fases iniciais, é incapacitante por perturbar o repouso e alimentação. Apenas uma minoria de doentes (5,8 a 20%) com PC alcoólica não tem dor, sendo a insuficiência exócrina e endócrina dominante nestes casos.
—> Emagrecimento – em cerca de 80% dos doentes deve-se principalmente à diminuição na ingestão alimentar e insuficiência pancreática exócrina. A insuficiência exócrina, tardia na evolução da doença (cerca de 5 anos) leva ao emagrecimento e à esteatorreia por redução na síntese e secreção de enzimas pancreáticas. A insuficiência endócrina surge geralmente na PC prolongada, embora apenas cerca de 45% dos doentes com PC desenvolvem diabetes. A fisiopatologia subjacente à diabetes na PC é a destruição das células secretoras de insulina (ilhéus de Langerhans).
O intervalo médio entre o início dos sintomas e o diagnóstico de PC é cerca de 30-55 meses nos alcoólicos e cerca de 81 meses nos não-alcoólicos.

img como se manifesta a pancreatite cronica 5776 orig 180x180 - Conclusões (Pancreatite Crónica)

Conclusões (Pancreatite Crónica)

—> O álcool é a principal causa de PC nos países ocidentais e a abstinência está associada a melhor prognóstico.
—» O intervalo de tempo entre os primeiros sintomas e o diagnóstico não se alterou significativamente nos últimos 15 anos.
—> O diagnóstico de PC é resultado da combinação da clínica, imagiologia (CPRM, CPRE, EUS) e testes da função exócrina e endócrina do pâncreas.
—> A terapêutica é restrita ao controlo da sintomatologia, porque não há terapêutica para as causas da doença.
—> A endoscopia terapêutica (CPRE e EUS) tem aumentado as indicações e níveis de intervenção no tratamento das complicações da PC.
—> As técnicas minimamente invasivas, bloqueio do plexo celíaco e esplancnicectomia por toracoscopia, no controlo da dor na PC, necessitam de maior aceitação e confiança dos gastrenterologistas e cirurgiões, para uma utilização mais generalizada.
—> A cirurgia continua a ser a principal indicação no tratamento da dor “intratável”.
—» A PC está associada com uma considerável mortalidade devido às complicações da doença, hábitos e factores socioeconómicos.

Diabetes 3 1024x769 180x180 - Insuficiência Endócrina - Diabetes

Insuficiência Endócrina – Diabetes

A diabetes pancreática desenvolve-se 7 a 15 anos após o diagnóstico inicial de PC em cerca de 20 a 30% dos doentes e geralmente aparece alguns anos após o diagnóstico de insuficiência exócrina.
A diabetes pancreática (insulinodependente) tem um controlo muito difícil e diferente da diabetes mellitus tipo 1.
Na diabetes pancreática insulinodependente, a melhoria na absorção com enzimas pancreáticas perturba o controlo da diabetes, com hiperglicemia grave e necessidade de aumentar as doses de insulina. Por outro lado, a interrupção ou diminuição muito acentuada na ingestão pode provocar hipoglicemia grave devido à ausência de contrarregulação das hormanas glucagon e somatostatina.
O risco de hipoglicemia depois de cirurgia pancreática é muito elevado, principalmente após pancreactomia subtotal esquerda.

pancreatite cronica 1 180x180 - Pancreatite Crónica

Pancreatite Crónica

Define-se PC (pancreatite crónica) como uma doença inflamatória crónica, progressiva, com repercussões morfológicas e destruição gradual das funções exócrina e endócrina do pâncreas.
A principal causa de PC nos países ocidentais é o álcool (70 a 80%), enquanto nos países asiáticos, como a índia, é a subnutrição. A PC idiopática é observada em cerca de 17% dos casos e a PC hereditária em cerca de 6%. A PC nas crianças é rara e na maioria dos casos a causa é uma variação anatómica, o pâncreas divisum.