Artigos

rim 1 180x180 - Fatores de risco -  Doença obstrutiva

Fatores de risco – Doença obstrutiva

Qualquer agravamento inesperado na progressão da DRC deve levar-nos a excluir doença obstrutiva com ecografia ou uro-TC (TC dirigida ao aparelho urinário, sem administração de contraste iodado), por forma a planear com a urologia a estratégia para correção dessa obstrução. São hipóteses frequentes uma litíase renal em rim único ou num rim predominante, barragem pós-vesical por patologia prostática no homem ou pélvica na mulher.

20100509134417 180x180 - PNEUMOTÓRAX CATAMENIAL

PNEUMOTÓRAX CATAMENIAL

Ocorre no período menstrual, habitualmente 24/72 horas após o início da menstruação. A patogénese não é conhecida, mas por vezes está associado a endometriose pélvica e torácica. Poderá ter indicação para toracoscopia e administração de terapêutica hormonal.

Terapêutica Transuretral

O alprostadil, para além de administrado intracavernosamente, também pode ser utilizado por via transuretral (Muse). Introduzido sob a forma de um pequeno comprimido, através de um aplicador especial, a absorção do fármaco através da mucosa da uretra é rápida, sendo facilitada se o doente rola o seu pénis entre as palmas das suas mãos durante cerca de 1 ou 2 minutos. Estudos clínicos demonstram o início de acção ao fim de cerca de 7 minutos, com efeito maior entre os 15 e os 20 minutos e com uma duração total de cerca de 1 hora. A dose a usar varia entre 125 a 1000 ug. As doses mais baixas são especialmente úteis em doentes com patologia neurológica, nomeadamente após cirurgia pélvica radical. Uma resposta boa ou satisfatória é obtida em 60 a 65% dos casos. O mais comum efeito secundário, em cerca de 30% dos doentes, é a dor uretral (Howton, 1998). A ocorrência de erecções prolongadas nunca foi referida.

Como tratar candidíase 1 180x180 - Hemorragia Disfuncional

Hemorragia Disfuncional

Hemorragia uterina sem causa orgânica, numa mulher não grávida.
Dado que o diagnóstico de HD é feito por exclusão, há que fazer uma anamnese minuciosa, um exame clínico cuidadoso e complementá-los com análises, ecografia pélvica e se necessário histeroscopia com biopsia.

radioterapia prostata 180x180 - Radioterapia (RT) em Cancro Avançado

Radioterapia (RT) em Cancro Avançado

Garantindo a maior inocuidade possível, planeado no contexto do status da doença global e seu performance status, deve o doente ter consciência de que o efeito paliativo da radiação pode levar alguns dia a ser alcançado.
As indicações da RT paliativa são:
– Metastização óssea, fracturas patológicas.
– Síndrome de compressão medular (é essencial a precocidade de actuação antes do desenvolvimento da paralisia instalada; a sobrevivência vai desde cerca de 7 meses em doentes ambulatórios a cerca de 6 semanas em doentes com grave compromisso neurológico).
– Metástases cerebrais caracterizadas por TC ou RM cranioencefálica (requerem sempre corticosteróides em simultâneo, como dexametasona 20 mg/dia).
– Carcinomatose leptomeníngea.
– Cancro do pulmão inoperável (NSCLC) com invasão mediastínica.
– Síndrome da veia cava superior.
– Neoplasia do esófago.
– Massa pélvica sangrante.