Artigos

Equipe-Cirurgia-Geral

Norma de Actuação (Avaliação Pré-Operatória)

— Uma cirurgia emergente é para ser efectuada no imediato, os factores de risco enunciados devem ser manejados durante o acto e no pós-operatório.
— A presença de qualquer um dos factores de risco major pré-cirurgia electiva deve motivar o adiamento indispensável ao controlo dessa situação.
— Em presença de dois dos factores de risco intermédios, para uma cirurgia electiva considerada de risco elevado, deve, se possível, executar-se um “teste de esforço”.

reduzir riscos do uso de antibioticos para criancas e simples 1  2012 10 22151531 180x180 - Corticóides no Pós-Operatório

Corticóides no Pós-Operatório

Os doentes a fazerem corticoterapia por mais de 3 semanas em doses superiores a 5 mg/dia, ou com hábito cushingóide, devem receber 100 mg de hidrocortisona e.v. (ou 20 mg de metilprednisolona) na indução anestésica, que pode ser repetida 6 a 8 horas depois, com desmame rápido para a dose diária basal do doente em 1 a 2 dias. No doente crítico, no caso de cirurgia emergente, manter a hidrocortisona 100 mg 8/8 horas até haver estabilização hemodinâmica.

Pneumonia Nursing Diagnosis Interventions 180x180 - Risco Respiratório

Risco Respiratório

As complicações respiratórias no pós-operatório são mais frequentes que as cardíacas, incluem a pneumonia, a insuficiência respiratória aguda, o agravamento de uma DPOC, broncospasmo e atelectasia.