Artigos

Transplante Renal 16 1 180x180 - Complicações da transplantação renal

Complicações da transplantação renal

O doente transplantado é acompanhado durante toda a vida pela sua unidade de transplantação, dispondo esta, em geral, de protocolos estritos para abordar as principais complicações destes doentes, como a infeção num doente imunossuprimido, ou a perda de função renal expressa pela elevação da creatinina no soro.
O clínico que receber um doente transplantado no seu serviço de urgência deverá sempre contactar a unidade de transplantação do doente e abordar a complicação aguda intercorrente em colaboração e sob orientação da equipa da unidade.

transferir 7 180x180 - Protocolos de Estudo

Protocolos de Estudo

As várias situações consideradas acima não pressupõem o estudo de todas as causas de trombofilia acima referidas.
Na presença de tromboembolismo venoso, tromboembolismo na fase neonatal ou abortos de repetição, todas as causas devem ser procuradas.
As necroses da pele em doentes no início da anticoagulação são muitas vezes devidas a défices de proteína C ou S por um mecanismo já bem explicado, e que justifica hoje já ser uma situação clínica rara.
Encontrar um aPTT alongado não explicado ou em doentes com LES ou PTI justifica pesquisar a presença de anticorpos antifosfolípidos.
Na trombose arterial, mesmo antes dos 40 anos e sem factores de risco, apenas a presença de anticorpos antifosfolípidos ou hiper-homocisteinemia tem tido suporte científico.