Artigos


Warning: DOMDocument::loadHTML(): htmlParseStartTag: invalid element name in Entity, line: 2 in /home/medicina/public_html/wp-content/plugins/wpex-auto-link-titles-master/wpex-auto-link-titles.php on line 30
Amoebic dysentery in colon biopsy 1 180x180 - Microsporidiose

Microsporidiose

Microsporidiae são parasitas intracelulares obrigatórios, considerados por alguns autores mais próximos dos fungos do que dos protozoários, que podem infectar virtualmente todas as espécies de vertebrados e invertebrados. Podem reproduzir-se por esporogonia ou merogonia, resultando num grande números de esporos intracelulares que rompem a célula infectada, libertando-se e gerando, em pouco tempo, elevadas cargas parasitárias. As espécies mais relevantes no doente imunodeprimido são Encephalitozoon intestinalis, Enterocytozoon bieneusi e Trachipleistophora spp. (sobretudo T. hominis e T. anthropophthera).
Os esporos podem ser adquiridos por ingestão de água ou alimentos contaminados ou inalação. O estado de portador assintomático entérico pode ser muito frequente, possibilitando a ocorrência de doença em indivíduos com disfunção imunitária grave (contagens de CD4 <50 células/mm3). Em Portugal, a microsporidiose pode ser responsável por até 30% dos casos de diarreia crónica em doentes com infecção por VIH.

malária queda no jurua 1 180x180 - Malária ou Paludismo

Malária ou Paludismo

A malária ou paludismo é uma doença causada por protozoários intracelulares obrigatórios do género Plasmodium.
A transmissão de malária ocorre em mais de 100 países de Africa, Ásia, Oceânia, América Latina, em certas ilhas das Caraíbas e na Turquia. A incidência global anual de paludismo é de 200 milhões de casos. Só na África subsariana, há mais de 100 milhões de casos anuais, com uma mortalidade calculada em 1 milhão, sobretudo de crianças.
O P. falciparum é a espécie de plasmódio mais frequente nas regiões tropicais e subtropicais, predominando em África, Haiti e Nova Guiné. Esta espécie é a causa da grande maioria das mortes por malária. O P vivax existe em muitas regiões de clima temperado, mas também em regiões tropicais e subtropicais, predominando na América Latina e no subcontinente indiano, sendo mais raro em África, pois a maioria dos indivíduos de raça negra é geneticamente resistente a este parasita. O P malariae tem uma distribuição geográfica semelhante à do P falciparum, mas é muito menos frequente. O P ovale existe nas regiões tropicais, encontrando-se sobretudo em Africa e raramente noutros continentes.
O ciclo evolutivo dos plasmódios ocorre no Homem (ciclo assexuado ou esquizogonia) e no mosquito (ciclo sexuado ou esporogonia).