Artigos

Screen Shot 2011 11 17 at 11.02.56 180x180 - Causas e Riscos (Descolamento da Retina)

Causas e Riscos (Descolamento da Retina)

O descolamento da retina está associado a uma rasgadura ou buraco na retina através do qual os fluidos podem passar causando uma separação entre as camadas da retina.
As causas mais comuns são: trauma, idade, tumores, processos inflamatórios, mas pode ocorrer espontaneamente. No recém-nascido, pode surgir no contexto de uma retinopatia da prematuridade.

métodos contraceptivos vantagens e desvantagens 180x180 - Contracepção Hormonal na Mulher com Patologia. Recomendações Baseadas em Evidência Científica Limitada ou Inconsistente (Nível B)

Contracepção Hormonal na Mulher com Patologia. Recomendações Baseadas em Evidência Científica Limitada ou Inconsistente (Nível B)

– Contracepção oral combinada:
• Pode ser utilizada nas mulheres saudáveis e não fumadoras até aos 50-55 anos após avaliação dos riscos e benefícios.
• Não recomendado como 1.ª linha nas mulheres a amamentar devido ao impacto negativo dos estrogénios na lactação (considerar o seu uso só depois da lactação estar bem estabelecida).
• Pode ser utilizada na hipertensa, bem controlada, com menos de 35 anos, não fumadora e sem evidência de doença vascular de órgão alvo.
• Pode ser utilizada na diabética, com menos de 35 anos, não fumadora sem evidência de hipertensão, nefropatia, retinopatia ou outra doença vascular.
• Pode ser utilizada na mulher com enxaquecas sem sinais focais neurológicos, com menos de 35 anos e não fumadora (preferir progestagénio isolado, dispositivo intra-uterino ou métodos de barreira).
• Usar com precaução na mulher obesa com mais de 35 anos dado o risco aumentado de trombose venosa.
• Deve ser considerado o uso de profilaxia com heparina, antes de cirurgia major, nas utilizadoras.
– Contraceptivos orais com progestagénio isolado/acetato de medroxiprogesterona suspensão injectável:
• Pode ser iniciado com segurança nas mulheres a amamentar (6 semanas depois do parto) e nas mulheres que não amamentam (imediatamente).
– Contracepção hormonal:
• Não ocorre agravamento dos sintomas nas mulheres com perturbações depressivas.

Margareth  2012823153432258267 180x180 - Diagnóstico (Drepanocitose)

Diagnóstico (Drepanocitose)

– Mais frequente na raça africana.
– Clínica caracterizada por anemia crónica (tipicamente 7-8 g/dl de Hb), hemolítica, com icterícia, sem esplenomegalia (o baço é geralmente atrófico ao fim de alguns anos de doença devido a enfartes esplénicos).
– Crises vaso-oclusivas com dores ósseas e articulares recorrentes (a complicação mais frequente), úlceras de perna.
– Na evolução a longo prazo, risco de enfartes na retina e retinopatia proliferativa, isostenúria, necrose asséptica óssea, acidente vascular cerebral, colelitíase, hipoesplenismo, priapismo, crises de sequestração esplénica e síndrome torácica aguda.
– A morfologia do sangue é frequentemente diagnostica, com eritrócitos em forma de foice; a electroforese de hemoglobina identifica Hb S – cerca de 40% nos portadores de traço drepanocítico (Hb AS – assintomáticos) e cerca de 80% nos homozigóticos Hb SS. Há formas de duplas heterozigotias Hb S- talassemia e Hb S-C.

diabetes test 180x180 - Tratamento da DM tipo 1

Tratamento da DM tipo 1

O DCCT (diabetes control and complications trial), importante estudo realizado em 1441 diabéticos tipo 1 durante 6,5 anos, concluiu que o tratamento intensivo (HbA1c média 7,2%), em comparação com o tratamento convencional (HbA1c média 8,9%), reduziu na ordem de 60% (35-70%) os riscos de retinopatia, nefropatia e neuropatia diabética.
As necessidades nutricionais dos doentes com DM tipo 1 são, de uma maneira geral, similares aos indivíduos sem doença, não há uma “dieta diabética” e as recomendações dietéticas devem ser adaptadas às necessidades individuais.
O fraccionamento das refeições assume especial importância para evitar hipoglicemias.

Diabetes 5 180x180 - Complicações tardias (DM tipo 1)

Complicações tardias (DM tipo 1)

Cerca de metade dos doentes com DM tipo 1 de longa duração apresentaram complicações microvasculares que incluem retinopatia, nefropatia e neuropatia.
A mortalidade global destes é 4 a 7 vezes maior comparativamente com grupos de indivíduos sem doença, sendo as principais causas de morte a insuficiência renal e a doença coronária.
A cegueira na DM tipo 1 deve-se normalmente a retinopatia proliferativa, hemorragia do vítreo e descolamento da retina.
Embora a neuropatia periférica seja comum em ambos os tipos, ocorre mais frequentemente na DM tipo 1 com as seguintes manifestações: hipotensão postural, taquicardia de repouso, diarreia e gastroparesia.