Artigos

bursite quadril 3 180x180 - BURSITE TROCANTÉRICA, GRANDE TROCANTERITE, TENDINITE DO GRANDE TROCÂNTER

BURSITE TROCANTÉRICA, GRANDE TROCANTERITE, TENDINITE DO GRANDE TROCÂNTER

Esta condição patológica consiste na inflamação de uma das bolsas serosas trocantéricas (superficiais ou profundas) e manifesta-se por dor na face externa da coxa, com o ponto de maior dor localizada sobre o grande trôcanter do fémur. A dor pode irradiar ao longo da face externa da coxa e perna, podendo atingir o maléolo externo simular a dor ciática.
A dor agrava-se quando o doente se levanta de uma cadeira ou da posição de deitado e alivia com o início da marcha. Reaparece habitualmente após marcha prolongada.
Exacerba-se com o decúbito lateral sobre o lado afetado e ao subir escadas, e o doente refere, com frequência, dor noturna.
O sinal mais marcante no exame objetivo é a palpação dolorosa local. A dor pode exacerbar-se com a rotação externa e a abdução contrariada da anca.
A radiografia simples da bacia (incidência ântero-posterior) tem interesse, essencialmente, para diagnosticar, ou não, osteoartrose da anca, condição a que frequentemente se associa. Ocasionalmente, podem observar-se calcificações acima do grande trôcanter próximo da inserção do médio glúteo ou exostoses trocantéricas.