Artigos

cont profesionales ti 1853 180x180 - Educação do doente (Lúpus)

Educação do doente (Lúpus)

– Educação do doente – deve ser fornecida informação sobre as características da doença, a necessidade da vigilância regular e como identificar sinais de “alarme”, tais como a febre ou a perda de peso inexplicada, a fadiga extrema ou a retenção hídrica, que implicam uma avaliação médica urgente. A fadiga é uma queixa comum, mas nem sempre se correlaciona com as agudizações da doença. Nestas circunstâncias pode ser necessário recorrer a períodos de repouso mais frequentes e, por vezes, à flexibilização do horário de trabalho.

Como aliviar a dor de cabeça com exercícios 180x180 - Clínica (Feocromocitoma)

Clínica (Feocromocitoma)

A maior parte dos doentes manifesta sinais e sintomas todo o tempo, mas que variam de intensidade e caracterizam-se por crises paroxísticas de palpitações, sensação de opressão torácica, tremor, hipersudorese e cefaleias.
A frequência destas crises paroxísticas é muito variável, podendo ocorrer poucas vezes por semana ou dezenas de vezes por dia com uma duração de poucos minutos a horas; podem ser desencadeadas por mobilização, ingestão de comida, palpação abdominal ou stress.
O feocromocitoma pode complicar-se com retinopatia e nefropatia hipertensiva, cardiomiopatia, cardiopatia isquémica, arritmias, dissecação da aorta e AVC.

paludismo 180x180 - Critérios de Cura (Tripanossomíase Humana Africana)

Critérios de Cura (Tripanossomíase Humana Africana)

Os critérios de cura baseiam-se na clínica e nos dados laboratoriais (sangue e liquor). Os doentes devem ser observados durante pelo menos 2 anos.
Os controlos são efetuados de 3 em 3 meses e pesquisam a ausência de sinais clínicos (para além dos relacionados com lesões irreversíveis antes da terapêutica), na falta de evidência de tripanossomas e nas características citoquímicas do LCR.
Nos doentes tratados na fase nervosa, as alterações no LCR aceitáveis são de menos de 5 células/ml e de menos de 0,3 mg de proteínas por ml.

AVC21 180x180 - Referenciação Hospitalar

Referenciação Hospitalar

– Referenciação hospitalar – o público deve ser ensinado a reconhecer os sinais cardinais do AVC – assimetria facial, dificuldade em falar e falta de força no membro superior – a saber o que fazer na sua presença ou suspeita de AVC: pedir ajuda chamando o 112, a fim de acionar a Via Verde do AVC. O doente com suspeita de AVC deve ser enviado com urgência em ambulância para o hospital mais próximo, que disponha de unidade de AVC e com capacidade para providenciar tratamento trombolítico. Os doentes com AVC devem, sempre que logisticamente possível, ser internados em unidades de AVC dotados de pessoal especializado e um plano de cuidados pré-estabelecido. A eficácia destas unidades na redução da mortalidade, da duração do internamento, dos custos e na melhoria da recuperação funcional a curto e longo prazo tem sido repetidamente demonstrada. A transferência inter-hospitais atrasa consideravelmente o início do tratamento, mas pode justificar-se por ausência de recursos tecnológicos ou humanos. No entanto, tal transferência deve ser precedida de uma avaliação local do doente e do início da terapêutica geral e antitrombótica.
No transporte destes doentes deve tomar-se atenção à manutenção das funções vitais e à prevenção do vómito.

parkinson 180x180 - Características clínicas (Distonias)

Características clínicas (Distonias)

—> Características clínicas – podem definir-se vários tipos de distonia dependendo dos fatores precipitantes, duração, sinais acompanhantes e resposta à terapêutica.
• Distonia com resposta à dopa (doença de Segawa) é uma forma de distonia de predomínio diurno acompanhada habitualmente de sinais parkinsónicos (familiar ou esporádica) e com excelente resposta à levodopa.
• Distonia mioclónica apresenta movimentos mioclónicos para além da distonia, tem início nas primeiras duas décadas de vida, com um envolvimento preferencial dos membros superiores e metade superior do corpo.
• Distonia paroxística cinesigénica apresenta-se como episódios distónicos de curta duração (menos de 5 minutos) desencadeados por movimentos súbitos ou ruídos.
• Distonia paroxística não cinesigénica (ou coreoatetósica) caracterizada por episódios distónicos com a duração de 2 minutos a 4 horas.

avc isquemico vs hemorragico 180x180 - Acidentes Vasculares Cerebrais

Acidentes Vasculares Cerebrais

Coloca-se o diagnóstico de AVC (acidente vascular cerebral), perante um doente com fatores de risco vascular e início súbito de sintomas e sinais neurológicos focais.
Tradicionalmente, fala-se em AIT (acidente isquémico transitório) se os sintomas e sinais desaparecem em menos de 24 horas. A nova definição proposta para o AIT estabelece como limite para a recuperação 1 hora e exclui os casos com evidência de lesão encefálica aguda nos exames de imagem, que passam a ser considerados AVC. Atualmente, dado que na fase hiperaguda (primeiras 4h30m) a distinção entre AVC e AIT não é possível e que mais de metade dos doentes com AIT tem lesões cerebrais na DWI (ressonância magnética de difusão), é proposto o conceito de síndrome cerebrovascular aguda, englobando aquelas duas entidades.
Existem quatro tipos principais de AVC: AVC isquémico, hemorragia intracerebral, hemorragia subaracnoideia e trombose venosa. Os dois primeiros serão descritos em conjunto.
Dadas as suas particularidades, os dois últimos serão considerados separadamente.

paludismo 180x180 - Terapêutica (Paludismo ou Malária)

Terapêutica (Paludismo ou Malária)

A terapêutica do paludismo deve ser obrigatoriamente precoce, isto é, imediatamente a seguir aos primeiros sinais, como seja, a febre.
Um dos maiores problemas relaciona-se com as resistências dos plasmódios aos diversos fármacos, especialmente com a cloroquina, fármaco padrão durante longos anos, e que actualmente só em certas regiões apresenta eficácia razoável.
São muitos os medicamentos existentes. Na prática corrente, o quinino, a cloroquina, a mefloquina, a halofantrina, o “atovaquona cl proguanil” e as artemisininas, com ou sem associações, são os mais importantes. As associações com as artemisininas ocupam a 1.ª linha da terapêutica.

Antibabypille 180x180 - Patologias em que os Contraceptivos com Progestagénio Isolado são mais apropriados

Patologias em que os Contraceptivos com Progestagénio Isolado são mais apropriados

— Enxaquecas, especialmente as que apresentam sinais neurológicos focais.
— Mulheres com mais de 35 anos, fumadoras ou obesas.
— História de doença tromboembólica.
— Hipertensa com doença vascular ou com mais de 35 anos.
— Lúpus eritematoso sistémico com doença vascular, nefrite ou anticorpos antifosfolípidos.
— Hipertrigliceridemia.
— Doença coronária.
— Insuficiência cardíaca congestiva.
— Doença cerebrovascular.

corrimento vaginal 180x180 - Sinais e Sintomas (Vaginose Bacteriana)

Sinais e Sintomas (Vaginose Bacteriana)

Corrimento branco-acinzentado com odor fétido.

images 11 180x180 - Sinais e Sintomas (Emergências em Oftalmologia)

Sinais e Sintomas (Emergências em Oftalmologia)

– Hemorragia ou hematoma.
– Cortes ou feridas.
– Diminuição da visão; visão dupla.
– Olhos secos.
– Cefaleias.
– Prurido ocular.
– Dor ocular.
– Pupilas assimétricas.
– Vermelhidão.
– Sensibilidade à luz.
– Ardor e picadas.
– Sensação de corpo estranho.