Artigos

Vacinação Brumado 180x180 - Vacinação em Profissionais de Saúde

Vacinação em Profissionais de Saúde

Os profissionais de saúde devem ter sido imunizados de acordo com o PNV. Para além destas, são recomendadas imunizações adicionais para aqueles que apresentem risco elevado de exposição a agentes transmissíveis, tendo em conta que a sua imunização pode, também, reduzir o risco de transmissão de doenças aos doentes pelos quais são responsáveis. Nesta perspectiva, a sua imunização poderá, em certos casos, ser do foro da Saúde Ocupacional.
O BCG não está recomendado fora do âmbito do PNV. A vacinação contra a gripe é recomendada pela DGS, na perspectiva da redução do risco para os doentes que contactem com estes profissionais, devendo ser proporcionada universalmente, anualmente, aos trabalhadores das unidades de saúde.
Nos profissionais não imunizados com risco elevado de exposição, devem ser consideradas as vacinações contra a hepatite A, hepatite B, varicela e meningococo.

Herpes zoster elbow 180x180 - Herpes Zoster

Herpes Zoster

O herpes zoster ocorre em indivíduos com história de varicela, que corresponde à primo-infecção pelo vírus. Este conserva-se acantonado nos gânglios nervosos sensitivos e, em situações cuja natureza não está esclarecida, retoma a actividade infecciosa.
A primeira manifestação da doença é, usualmente, a dor, que pode ser intensa e acompanhada de febre, cefaleias e mal-estar geral. Um a 3 dias depois surge a erupção cutânea localizada no trajecto de um ou mais nervos sensitivos e constituída, inicialmente, por pápulas eritematosas que rapidamente evoluem para vesículas e pústulas. As vesículas aparecem ao longo de vários dias e a doença cura completamente em 2 a 3 semanas, na criança, e em 3 a 4, em idosos. As variações do quadro clínico dependem da região nervosa atingida e, em 5% dos casos, pode observar-se envolvimento motor.
As complicações mais importantes são as lesões oculares e óticas. Em doentes idosos e em imunodeprimidos pode ocorrer generalização da doença (zoster disseminado), eventualmente com lesões sistémicas, por vezes encefalite, que pode ser fatal. A sequela mais frequente é a nevralgia pós-herpes zoster, cuja intensidade e duração são variáveis.
É rara na infância, aumentando a incidência com a idade.