S-8wDA9TmGs
Terapêutica da DPOC Estável – anticolinérgicos

Os anticolinérgicos bloqueiam o efeito da acetilcolina nos recetores muscarínicos, diminuem o tónus colinérgico vagal e a hipersecreção de muco.
O efeito broncodilatador do brometo de ipratrópio, anticolinérgico de curta ação não seletivo inalado, dura cerca de 8 horas.
A broncodilatação mantida por 24 horas com uma inalação (18 mcg) de tiotrópio, anticolinérgico de longa ação, deve-se ao seu prolongado antagonismo seletivo pelo recetor M3 muscarínico. A esta vantagem na posologia soma-se o facto de os anticolinérgicos serem considerados fármacos seguros, com raros efeitos adversos.
Vários estudos suportam o uso de tiotrópio como broncodilatador de 1ª linha no tratamento de manutenção da DPOC, em alternativa ou adicionados ao formoterol ou ao salmeterol. As razões são válidas:
– Alívio da dispneia – melhoria da tolerância ao esforço.
– Melhoria da função pulmonar – redução da hiperinsuflação.
– Redução da frequência das exacerbações.
– Melhoria do estado de saúde.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -