vacina (1)
Terapêutica (Imunoalergologia)

Em patologia imunoalérgica, temos disponíveis fármacos, para o alívio dos sintomas agudos e para o controlo da doença.
Complemento fundamental desta abordagem e transversal a todas as doenças alérgicas mais prevalentes, a educação e as medidas de evicção alergénica para os agentes mais comuns no interior dos edifícios (ácaros, animais de companhia, baratas e fungos), com significativo impacto na qualidade de vida dos doentes afectados, serão seguidamente listadas.
A recomendação a indivíduos de risco de algumas medidas de eficácia comprovada pode permitir ao médico generalista actuar em termos de prevenção primária, área essencial onde habitualmente o especialista não tem capacidade de intervenção. Se a aplicação das medidas de evicção for efectuada pelo próprio paciente, devem ser adoptadas também protecções individuais (por exemplo máscaras) durante a realização das mesmas.
Da terapêutica farmacológica, sem dúvida que na corticoterapia tópica, associada a broncodilatadores e a anti-histamínicos, assentam os pilares fundamentais do controlo das situações mais prevalentes em Imunoalergologia (asma e rinite alérgica); no entanto, tendo estes fármacos sido alvo de tratamento em outros capítulos, parece-nos aqui apropriado posicionar a adrenalina como pilar essencial no tratamento das reacções anafilácticas.
Finalmente serão citados os princípios básicos da utilização das vacinas antialérgicas.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -