banner-atividades-fisicas-todas-as-idades
Terapêutica não farmacológica

A educação assume, em qualquer abordagem terapêutica, uma enorme importância, visando aumentar a compliance e promover uma participação ativa do doente no programa terapêutico proposto.
Outro aspeto de enorme relevância é o estabelecimento de um programa de exercícios individualizado e/ou a incitação à prática de uma modalidade desportiva, atitudes que deverão fazer parte integrante do dia-a-dia do doente. Tenta-se assim combater a rigidez e, simultaneamente, contrariar-se a aquisição de posturas viciosas e o desenvolvimento de anquilose. A compliance a estas medidas, pela importância que assumem, deverá ser avaliada em cada consulta. Numa fase avançada é também importante a promoção do fortalecimento muscular isométrico e a realização de exercício aeróbico (evitar os mais violentos obviando assim o risco de uma fratura sindesmofitária). O recurso a ortóteses deve ocorrer se a terapêutica física se revela ineficaz na correção de uma postura anormal ou se uma deformidade física progride rapidamente. Nas fases de anquilose, a sua utilização não tem obviamente qualquer interesse como parece evidente. A terapêutica física assume assim uma importância enorme ao longo de todas as etapas da evolução da doença.
A radioterapia utilizada durante anos nas formas axiais refratárias foi abandonada face aos efeitos secundários associados – risco de neoplasias, nuns casos e de catarata noutros.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -