raloxifeno-oral-1024x1010
Terapêutica Sistémica Não Hormonal (Alopecia Androgenética)

– Finasteride – o finasteride é um potente inibidor da isoenzima Tipo II da 5-alfa reductase. Em homens saudáveis com idades compreendidas entre 18 e 41 anos com AAG ligeira a moderada, uma dose diária de 1 mg de finasteride evita a progressão da alopecia e leva ao aumento significativo do número de cabelos em relação ao grupo placebo. O tratamento deve ser feito durante pelo menos 6 meses para se poder avaliar a sua eficácia. Este fármaco é geralmente bem tolerado, podendo associar-se a efeitos secundários ligeiros, nomeadamente relacionados com a função sexual, que desaparecem com a suspensão do medicamento ou mesmo com a continuação da terapêutica. Se o tratamento for suspenso, observa-se um agravamento da AAG com retorno ao grau de alopecia pré-tratamento ao fim de um ano. Em cerca de 20-30% dos homens com AAG masculina não se observa resposta terapêutica.
O finasteride utiliza-se, habitualmente, apenas na AAG masculina, dado causar femininização dos fetos masculinos em desenvolvimento. Contudo, em mulheres pré ou menopáusicas pode ser utilizado, com resultados que são controversos.
– Suplementos alimentares: desde há longa data os suplementos em vitaminas (A, B5, B6, H) e vários aminoácidos (cistina, cisteína, metionina, arginina) têm sido administrados no tratamento da AAG, embora a sua eficácia nunca tenha sido demonstrada.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -