homem
Terapêuticas Orais II (Disfunção Eréctil)

Um fármaco oral muito utilizado antes do aparecimento dos inibidores da fosfodiesterase e da apomorfina é a yohimbina (Zumba), um bloqueador dos receptores alfa-2-adrenérgicos. O seu mecanismo de acção não está completamente definido, mas sabe-se que provoca um aumento da taxa de noradrenalina circulante e da pressão arterial. A dose habitualmente utilizada é de 18 mg/dia, divididas em 3 tomas. Geralmente é necessário um período de 2 ou 3 semanas para se obter um efeito terapêutico. A eficácia global é de cerca de 30-40%, sendo especialmente útil na DE psicogénica ou orgânica ligeira.
Está contra-indicado nos doentes hipertensos.
De uma vasta panóplia de medicamentos empíricos, utilizam-se também outros dois fármacos, particularmente nas disfunções menos graves: a nicergolina (Sermion) e a trazodona (Triticum, Trazone). O primeiro é um bloqueador dos receptores alfa-1, que são predominantes nos corpos cavernosos onde mantém o tónus vasomioconstritor.
A dose habitualmente utilizada para melhorar a DE é de 30 mg/dia. A trazodona é um antidepressivo com acção agonista dopaminérgica. É especialmente útil nas DE devidas a ansiedade ou depressão, sendo a dose habitual de 50 a 150 mg/dia, em 1 ou 2 tomas.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -