condilomas
Tratamento (Condilomas)

O único tratamento disponível consiste na destruição das lesões por meios físicos ou químicos, o que, provavelmente, não elimina o VPH. Vários estudos demonstram a persistência deste após vaporização intensa dos condilomas e áreas adjacentes com laser e, por isso, não se conhece o efeito da terapêutica na transmissão da doença.
Um dos tratamentos mais antigos consiste na aplicação de podofilina, resina vegetal com vários compostos citotóxicos. O constituinte mais activo é a podofilotoxina, que se usa a 0,5% em soluto alcoólico, mas não está actualmente comercializada como especialidade farmacêutica.
O imiqmmod é, presentemente, o tratamento de referência. Deve ser aplicado 3xsemana, durante 4 semanas e, se necessário, repetido. Pode, por vezes, desencadear reacções inflamatórias importantes (resultantes da libertação de citocinas localmente), mas parece que estas reacções têm relação directa com a eficácia do tratamento.
Em alguns casos de pequenos condilomas, a aplicação de soluto aquoso de ácido tricloroacético em concentrações elevadas (80%) pode ser eficaz, mas exige cuidado e alguma experiência na sua aplicação.
Em caso de insucesso com os compostos referidos, a criocirurgia com azoto líquido é, provavelmente, o melhor método de tratamento, podendo mesmo constituir a 1.ª escolha, quando há disponibilidade técnica para tal. A sua prática exige treino e experiência. Pode realizar-se durante a gravidez e produz, em regra, cicatrizes de boa qualidade.
A electrocirurgia, embora muito eficaz, tem os inconvenientes de poder deixar más cicatrizes e estar contra-indicada durante a gravidez.
O tratamento com laser de CO2 ou cirurgia convencional é útil nos casos que não respondem à criocirurgia, especialmente quando as lesões são muito extensas. A laserterapia usa-se também nos condilomas do colo.
Actualmente, existe disponível vacina quadrivalente contra quatro tipos de VPH (6, 11, 16 e 18), de comprovada eficácia, sendo recomendada a sua administração em 3 tomas (0, 2 e 6 meses) a adolescentes femininas a partir dos 13 anos de idade (idealmente antes do início da actividade sexual), embora possa ser administrada também a mulheres adultas até aos 25 anos.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -