Young woman enjoy shower
Tratamento (Dermite Seborreica)

– Criança – na DS do couro cabeludo é, em geral, suficiente a aplicação de óleos minerais ou vegetais ou queratolíticos fracos (1% ácido salicílico+1% enxofre), antes da lavagem com champô suave; a DS da área das fraldas é controlada pela evicção e/ou mudança frequente das mesmas; nos casos mais graves podem usar-se corticosteróides fracos durante períodos curtos (>absorção sistémica pela humidade e oclusão) eventualmente em associação a preparados com nistatina, dada a colonização frequente por Cândida albicans; nas lesões generalizadas da infância pode aplicar-se, se necessário e durante os períodos de agudização, creme de hidrocortisona a 1%.
– Adulto
• Couro cabeludo – nos casos de pitiríase capitis simples, a lavagem com champôs apropriados, 2-3xsemana é habitualmente suficiente para controlo da situação – champôs contendo imidazóis (cetoconazol, sertaconazol, bifonazol ou outros), sulfureto de selénio, piritionato de zinco, ciclopiroxolamina ou alcatrão. Nas formas mais intensas, para além dos champôs, está indicada a aplicação prévia de loções contendo antifúngicos e/ou queratolíticos, ou a aplicação subsequente de loções de corticosteróide de média potência. A terapêutica deve ser mais frequente na fase inicial, devendo, após o controlo da doença, reduzir-se a frequência e mantendo o tratamento 1-2xsemana em continuidade.
• Face e tronco – os antifúngicos tópicos (imidazóis, piritionato de zinco, ciclopiroxolamina) constituem o tratamento base da DS nestas áreas, devendo ser aplicados 1-2xdia. Nos casos mais inflamatórios, podem associar-se corticosteróides de média/fraca potência, por períodos limitados. Os inibidores da calcineurina (tacrolimus e pimecrolimus) vêm sendo utilizados com alguma frequência nesta situação, com sucesso – têm acção inibidora sobre a Malassezia demonstrada in vitro, e não têm os efeitos acessórios locais dos corticosteróides.
• Nas pregas podem utilizar-se cremes corticosteróides de fraca potência por períodos limitadas (8-10 dias), mantendo subsequentemente as lesões controladas mediante a aplicação de linimento de óxido de zinco (óleo de zinco) ou cremes contendo cobre e zinco (Cu-Zn).
• Terapêutica sistémica – em casos particularmente exuberantes de DS difíceis de controlar apenas com a terapêutica tópica, pode justificar-se a terapêutica sistémica antifúngica, em especial com itraconazol, 100 mg/dia, durante 2-3 semanas. De igual modo, a isotretinoína oral em baixas doses (0,1-0,2 mg/kg/dia) reduz a secreção sebácea, contribuindo indirectamente para a redução da Malassezia e melhoria do quadro clínico. Com este fármaco há, contudo, que ter em atenção os eventuais efeitos acessórios, particularmente no sexo feminino no que respeita à prevenção da gravidez.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -