Microsoft PowerPoint - Basic Acct TrainingPPT_6.2013
Tratamento (Melasma)

– Protecção solar – durante todo o ano, com índices de protecção elevados.
– Despigmentantes:
• Hidroquinona isolada (3%-10%) ou em combinação com outros agentes, nomeadamente retinóides e corticóides. Não existem, actualmente, tópicos contendo hidroquinona, mas podem manipular-se compostos comerciais com 3-5% desta substância. São, contudo, compostos instáveis que oxidam com facilidade. Actua por inibição da tirosinase, aumento da degradação dos melanossomas e inibição da síntese de RNA e ADN nos melanócitos.
• Ácido azelaico – actua por inibição da tirosinase, causa ligeira irritação, mas tem limitada actividade despigmentante.
• Ácido cójico – pode ser usado em concentrações de 2-4%. Dadas as limitações actuais de utilização da hidroquinona, tende a substituí-la em muitas formulações.
A associação com o ácido glicólico parece ter um efeito sinérgico.
• Outros despigmentantes – na impossibilidade de utilização da hidroquinona, outras substâncias, com diversos mecanismos de acção, vêm sendo utilizadas, sobretudo em produtos de dermocosmética – ácido fítico, glabridina, licorice e outros – com grau de eficácia variável.
• Tretinoína (ácido retinóico) – isolada (a 0,1%) ou em associação com outros agentes despigmentantes, parece potenciar os efeitos destes, mas acompanha-se, frequentemente, de efeito irritante local.
—» A associação de hidroquinona, tretinoína e corticóide tópico (fórmula de Kligman) foi muito utilizada na presunção de efeito sinergístico entre os três componentes. É difícil de manipular e muito instável.
—> Peelings – com ácido tricloroacético ou alfa-hidroxiácidos (ácido glicólico), combinados com a aplicação de tretinoína e hidroquinona, proporcionam resultados mais precoces, sobretudo se se trata de melasma epidérmico. No entanto, a possibilidade da ocorrência de hiperpigmentação pós-inflamatória torna os resultados imprevisíveis.
—> Laserterapia – a laserterapia tem resultados habitualmente pouco satisfatórios podendo inclusive correr o risco de provocar pigmentação pós-inflamatória e agravar o melasma. O laser mais utilizado é o Q-switched Nd:YAG.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -