como-funcionan-los-antibioticos-1_0
Tratamento (Púrpura Trombopénica Imune)

—> Quando é necessário tratamento (manifestações clínicas, plaquetas <30000), este deve ser iniciado com prednisolona na dose de 1 mg/kg/dia oral (em casos selecionados podem ser feitas doses maiores de metilprednisolona ou dexametasona e.v.) excepto quando há contra-indicação major para corticoterapia ou necessidade de resposta urgente; nesse caso o uso de imunoglobulina e.v. está indicado, geralmente 1 g/kg no 1.° dia, seguido de igual dose no 2.° dia se as plaquetas não subirem acima de 50000. A resposta é habitualmente obtida em 1 a 3 semanas em cerca de 60 a 70% dos doentes, mas cerca de 1/3 sofrem recidiva da trombopenia durante ou após o desmame. -> Se a doença é refractária, tem recidiva ou tem evolução crónica; a 2.a linha de tratamento é habitualmente a esplenectomia (idealmente laparoscópica); cerca de 2/3 dos doentes obtêm resposta.
—> Outras opções de tratamento em situações crónicas e de necessidade de tratamento prolongado são classicamente o uso de imunossupressores (azatioprina, vincristina, ciclofosfamida), de danazol, de imunoglobulina anti-D (em doentes Rh+); mais recentemente o uso de rituximab (anticorpo monoclonal anti-CD20) e de agonistas de receptores de trombopoietina (por exemplo, eltrombopag) tem tido – em casos selecionados-, sucesso.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -