Campanha de vacinação contra o HPV
VASPR (Sarampo, Parotidite e Rubéola)

É uma vacina atenuada. Dados da DGS indicam uma seroprevalência de anticorpos contra parotidite epidémica >70% em todos os grupos etários a partir dos 2 anos, inclusive, com valores correspondentes >90% para a rubéola e para o sarampo. Conjugados com a escassez das notificações destas patologias nos últimos anos, estes dados indiciam um baixo risco para a transmissão de qualquer destas patologias em Portugal. A vacinação, em adultos, só deve ser considerada após a comprovação de ausência de imunidade. Não há indicação para a vacinação de adultos nascidos antes de 1956. A vacinação pode ser considerada em mulheres em idade fértil (apenas componente da rubéola), em viajantes internacionais e em trabalhadores de saúde com risco elevado de exposição. Nestes casos está recomendada a administração de 1 dose da VASPR. Deve ser administrada uma 2.ª dose em adultos com elevado risco de exposição, como em profissionais de saúde ou co-habitantes, em caso de ocorrência de um surto de qualquer uma das doenças. A vacina está contra-indicada em imunodeprimidos, durante a gravidez ou 3 meses antes do seu planeamento e em indivíduos que tenham recebido imunoglobulinas (diminuição da imunogenicidade). Pode associar-se, embora raramente e sobretudo após a 1.ª toma, a exantema, linfadenopatia, febre, convulsões, artralgias/artrite, trombocitopenia e reacções alérgicas.

Algumas Etiquetas


cirurgia de hemorroida,cricotomia,herpes génital,fissura anal,radioterapia,trinitrato de glicerina,urticaria,leucocitos 14000,meralgia parestésica,cirurgia de hemorroidas.

Tambem podera gostar -